Fheluany Nogueira
Literatura e Emoção
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos



Ocaso
 
Ah! É você, mariposa noturna,
a alma dessa noite soturna,
dos mais inquietos sonhos?
 
Vem em cores sólidas,
escuras e sombrias,
revoar ao crepúsculo...
 
Para você renascer,
Basta a varinha mágica volver,
disfarçar de folha ou de vespa...
 
A mariposa da morte é lenda!
 
Ah! Mariposa selvagem,
Que extrai o néctar da flor...
É uma bruxa? Ou um beija-flor?
 
Ah! Mariposa da serra
Que dobra as asas,
brincando com o sol mortiço...
 
Criatura curiosa, que esconde segredos!
Você ama a noite, tão livre, tão luar!...
Por que voa ao redor da lâmpada,
Também luz, mas artificial?


Fheluany Nogueira
Enviado por Fheluany Nogueira em 11/05/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários