Fheluany Nogueira
Literatura e Emoção
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


 

PONTEIROS

 
Era a hora do impossível, indicavam os ponteiros.

— Sou macho, ninguém me domina!

 Antes, porém do abandono, quando o álcool chega à ternura e os olhos se crucificam em todos os pontos vagos, somando disparates, a esposa surgiu à porta do bar:

—Edson, para casa!

Tô saindo... meu bem!

Fheluany Nogueira
Enviado por Fheluany Nogueira em 05/07/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários