Fheluany Nogueira
Literatura e Emoção
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos



O Monstro

 
Vovó acordou na madrugada:
Ouviu em ligeira corrida uns passinhos,
E também manhosos chorinhos.
Mas, virou para o lado e puxou o ronco,
Percebera despreocupada, o pai bronco...
— Não volto. Vou ficar aqui!
Ainda sonolenta ouviu.
 
Domingo, cedinho a vovó se levantou.
Antes de comprar o pão,
No quarto das irmãs passou.
— Ué! Cama para duas meninas eu arrumei,
E agora somente uma encontrei?
 
Seguiu para a sala... E, surpresa:
 
— Por que não está com sua irmã? 
Vovó Tate indagou.

Naninha no rosto, chupeta bem presa,
 Lolô explicou:

— Tinha um estrupício debaixo da minha cama!!!
— Como assim? O que é isso, Lolô?
— Ué! Você que é vó, não sabe não?
É um monstro feio e mau...
Pega criancinha e faz mingau.

 — Foi só um sonho! — vovó consolou.
— Sei lá! Ele quase me pegou!

 
Fheluany Nogueira
Enviado por Fheluany Nogueira em 24/06/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários