Fheluany Nogueira
Literatura e Emoção
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos



   
   Cavalgada

 

Era capaz de voar,
Nas estradas mergulhar,
Os claros das manhãs cortar,
Sem casa, sem abrigo...
 
As patas de um negro cavalo,
Estatelantes, vorazes,
Marchando verazes,
Jogam o pó contra o halo.
 
O sol nasceu mais um pouco,
Mais denso, mais vermelho...
O vento finíssimo toca- me os cabelos
Naquele dorso, sou livre e louco.



 
Fheluany Nogueira
Enviado por Fheluany Nogueira em 24/10/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários