Fheluany Nogueira
Literatura e Emoção
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos



Adestramento
 
 
         O cão avançou até os braços da mulher, abocanhou o pescoço do bebê arrastando-o até os pés do desorientado policial que meteu a mão enluvada na mandíbula do cachorro para poder tirar a cabeça presa. Tarde demais, o crânio estava esmagado.

              Os cães estão sendo treinados pelo homem, nos quartéis, nas casas e ruas; amestrados em matilhas, velozes, desligam tomadas e complicados engenhos. Os cães suicidas explodem a si com bombas; depois deles, a destruição, em torvelinho, e quando identificam drogas, não despertam sorrisos...

           A força da natureza foi desencadeada, os homens é que estão em cadeados. Os bichos estão sendo treinados para matar, não mais as lâminas, as metralhadoras, agora são os cães revolvendo a multidão.

         O sorridente rapaz puxara conversa, fizera carinhos na criança e até a segurara para a mãe ir ao sanitário. Do canto da sala observava toda a cena: “Operação abortada. Que pena! Era a mula perfeita...”.
Fheluany Nogueira
Enviado por Fheluany Nogueira em 16/07/2016
Alterado em 26/06/2017
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários